Skip directly to content

Blog

O joelho é a articulação que mais sofre - conheça algumas das lesões mais comuns

Desde bebezinho, a criança mexe as pernas, dobrando e esticando os joelhos. Talvez este seja um dos movimentos mais precoces do ser humano. Depois, ao engatinhar, esfrega os pobres no chão. Quando finalmente vira bípede, o peso do corpo passa a agir sobre essa articulação, gerando uma carga a mais.
 
Aí vêm os esportes, o sobe e desce de escadas, o sobrepeso.Não é a toa que a articulação está entre aquelas que mais sofrem no corpo. São várias as lesões que podem afetar  o joelho, tanto as traumáticas, causadas por tombo ou esporte, quando as degenerativas, resultado de alguma doença.

Mexa-se! O sedentarismo é maior vilão para a saúde dos seus joelhos

Segundo especialistas, o sedentarismo é uma das maiores causas de problemas nos joelhos. Ficar muito tempo sentado leva ao enfraquecimento da musculatura, a qual deve ser fortalecida para sustentar a maior articulação do corpo. Por isso, invista na prática de atividades físicas.
 
Por outro lado, exercícios mal feitos podem causar problemas e agravar as lesões já existentes, agachamentos realizados de maneira incorreta e exercícios que utilizam muita carga podem ser prejudiciais.
 
 
Logo, o melhor a ser feito é procurar a orientação de um profissional, geralmente um educador físico ou

Lesão cartilaginosa do joelho: saiba como é o tratamento e recuperação

A cartilagem é um tecido que reveste as articulações do corpo e tem a função básica de absorver e melhor distribuir as cargas aplicadas. Isso ocorre devido a seu alto potencial de deformação plástica e por propriedades que auxiliam na "lubrificação" articular, também conhecido como líquido sinovial. É rico em fibras de colágeno tipo II e é dividida em quatro camadas de células, denominadas condrócitos, que vão desde a superfície articular até o osso. Por isso, vamos falar sobre a lesão na cartilagem do joelho. Entenda mais abaixo:

POTENCIAL DE REPARO LIMITADO

Sabe-se que a cartilagem

Por que a saúde dos ossos é tão importante?

A saúde dos ossos é importante para que eles estejam saudáveis e fortes durante a sua vida. É especialmente importante construir ossos fortes e saudáveis durante a infância e adolescência, de modo a evitar osteoporose e outros problemas ósseos mais tarde. Osteoporose é uma condição na qual os ossos ficam fracos, podem ser fraturados muito mais facilmente. Cuidas dos ossos quando ainda é jovem ajudará a prevenir problemas no futuro.
Como construir ossos fortes? 
 
Pode-se construir ossos fortes ingerindo cálcio suficiente e realizando atividades físicas que sustentam o peso do corpo durante

Saiba o que pode ser dor nos joelhos

A dor no joelho é um sintoma que pode surgir devido ao desgaste da articulação, ao excesso de peso ou às lesões esportivas que podem acontecer no jogo de futebol ou durante uma corrida, por exemplo.
 
Porém, quando a dor no joelho impede o caminhar ou piora ao longo do tempo, pode ser sinal de um problema mais grave, como rompimento dos ligamentos, osteoartrite ou cisto de Baker, que podem ser confirmados através de exames como o raio-x ou tomografia computadorizada.
 
No entanto, a dor no joelho, na maioria dos casos, não é grave e pode ser tratada em casa com a aplicação de gelo 2 vezes

Dia Mundial da Osteoporose alerta para perigo da doença entre homens

Para combater o subdiagnóstico da osteoporose no sexo masculino, os homens são o foco da campanha internacional “Ame seus ossos", pelo Dia Mundial da Osteoporose, nesta segunda-feira (20). A doença se caracteriza pelo enfraquecimento dos ossos e acomete principalmente os mais velhos. Essa é uma iniciativa da Fundação Internacional de Osteoporose (IOF em inglês), que conta com o apoio global de diversas instituições.
 
 
A fundação divulgou, em outubro, dados que mostram que um terço de todas as fraturas de quadril no mundo ocorrem em homens, com taxa de mortalidade até 37% no primeiro

16 de outubro - Dia do Anestesiologista

O Dia do Anestesista é comemorado no dia 16 de outubro por um motivo especial. Nesta mesma data, em 1846, foi realizada a primeira intervenção cirúrgica com anestesia geral. Naquele dia, às 10 horas, no anfiteatro cirúrgico do Massachusetts General Hospital, em Boston, o cirurgião John Collins Warren realizou a retirada de um tumor no pescoço de um jovem de 17 anos, chamado Gilbert Abbot.
 
O paciente foi anestesiado com éter pelo dentista William Thomas Green Morton, que utilizou um aparelho inalador idealizado por ele mesmo.

Dicas de Saúde da SBOT

Lesões por esforços repetitivos – L.E.R./D.O.R.T. 

L.E.R. (Lesões por Esforço Repetitivo) não é propriamente uma doença. É uma síndrome constituída por um grupo de doenças – tendinite, tenossinovite, bursite, epicondilite, síndrome do túnel do carpo, dedo em gatilho, síndrome do desfiladeiro torácico, síndrome do pronador redondo, mialgias -, que afeta músculos, nervos e tendões dos membros superiores principalmente, e sobrecarrega o sistema musculoesquelético. Esse distúrbio provoca dor e inflamação e pode alterar a capacidade funcional da região comprometida.

Instituto Nacional de Traumatologia faz mutirão de cirurgias de joelho

Inicia, nesta segunda-feira (22), mutirão de cirurgias de joelho. A ação, que acontece até sexta-feira (26), no Rio de Janeiro, prevê atender 120 pacientes que necessitam de procedimentos de média e alta complexidade.
 
Durante os cinco dias de atendimento serão realizadas cirurgias de alta complexidade, como artroplastia total primária, artroscopia, osteotomia e a reconstrução de ligamentos, beneficiando pacientes com artrose e artrites, além de lesões e deformidades que comprometem a função normal do joelho.

Meniscos: operar nem sempre é a solução

Para quem teve uma lesão, as cirurgias estão cada vez mais precisas. Mas, no caso do desgaste natural, operar pode não fazer diferença.

 

Os meniscos funcionam como amortecedores dos joelhos. Ficam entre os dois maiores ossos do nosso esqueleto, a tíbia e o fêmur, e auxiliam para que o contato deles aconteça sem atrito. Também protegem a cartilagem que recobre esses ossos e não têm capacidade de regeneração. Mas essas importantes estruturas são sensíveis: se submetidos a uma carga excessiva ou, pior, a torções e movimentos bruscos, os meniscos podem se romper.

Páginas